-------- Pesquisar Neste Blog --------

sábado, 3 de março de 2018

Poesia - Palavras Necessárias/ Samuel Tenório


Oculto o que sinto com facilidade
Um mal que trás infelicidade,
Mas, sou livre, não tenho falsidade.
Uns passos negados da fria decisão
A distância faz sons desconhecidos
Das vozes familiarizadas, um pedido,
Ensaiado que não veio. Ficou perdido
No tempo de 60 dias intermináveis;
Restou recordar os fatos memoráveis.

Um prazo para o alto-conhecimento
No fim do mais forte suspiro,
O clarão no céu anunciou o novo dia.
Entre olhares duvidosos o sofrimento
Espaço não encontrado entre todos,
Apego ao mundo da fantasia
Esperança ao último ato duvidoso
Difícil desfaçar avista do curioso
Palavras ditas em particulares.

Distraio a mente com o mais fútil
As ressequidas lágrimas a transbordar
No manto do descanso útil.
Noites estendidas teima a acordar
O corpo precário para o descanso
Pensamentos variados ao alcanço
De um salto de grilo em seu cântico
Multiplicado para a sua freguesia
E o final? Eu escrevo essa poesia.

03 de março de 2018
Escritor Samuel Tenório



Comprando nos links abaixo você ajuda na manutenção do Blog Margem Literária.

Amazon Brasil: https://amzn.to/2GOhuff
Americanas: https://goo.gl/vRQECd
Submarino: https://goo.gl/2zYKcm
Shoptime: https://goo.gl/z4GEkk
Sou Barato: https://goo.gl/T3xhqV


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Como Escrever um Livro e Publicar na Amazon Gratuitamente?

Quero escrever um livro! Escrever um livro é um sonho para muitos, todavia, poucos se destinam a realizá-lo. Eu quero escrever ...